sábado, 24 de janeiro de 2009

ricardo quaresma

Ai flores, ai flores do verde pinho
se sabedes novas do meu amigo,
ai deus, e u é?

Ai flores, ai flores do verde ramo,
se sabedes novas do meu amado,
ai deus, e u é?

Se sabedes novas do meu amigo,
aquele que mentiu do que pôs comigo,
ai deus, e u é?

Se sabedes novas do meu amado,
aquele que mentiu do que me há jurado
ai deus, e u é?


Photobucket



[d.dinis]

1 comentário:

Paulo disse...

aqui não percebi a ligação, mas o poema é belíssimo de tão aparentemente simples (o leixa-prem não engana) e a tez do menino + lábios + barba quase fazem crer que a resposta à pergunta da donzela está mesmo aqui: fugiu.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...